TROFÉU CPIS 2018

CAMINHO PORTUGUÊS INTERIOR DE SANTIAGO - CASTRO DAIRE

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO                   


INTRODUÇÃO

1. ORGANIZAÇÃO

2. PARTICIPAÇÃO

3. CALENDÁRIO

4. ESCALÕES

5. INSCRIÇÕES

6. REGRAS DA COMPETIÇÃO

7. CLASSIFICAÇÕES

8. PRÉMIOS

9. DEVERES E DIREITOS DOS PARTICIPANTES

10. PROTESTOS

11. CEDÊNCIA DOS DIREITOS DE IMAGEM

12. CASOS OMISSOS

CONTACTOS


INTRODUÇÃO

O TROFÉU CAMINHO PORTUGUÊS INTERIOR DE SANTIAGO – CASTRO DAIRE é um evento de corrida pedestre, BTT e caminhada em 3 etapas, correspondentes a outras tantas estações do ano (Primavera, Verão, Outono), no decurso das quais se irá percorrer, em ritmo competitivo (atletas ou  BTT) ou lazer (caminheiros), o Caminho Português Interior de Santiago no troço correspondente ao concelho de Castro Daire.

Utilizando o mesmo percurso seguido pelos peregrinos, de todas as épocas, até Santiago de Compostela, o TROFÉU CAMINHO PORTUGUÊS INTERIOR DE SANTIAGO – CASTRO DAIRE permite uma simbiose cultural que enriquece quem desfruta desta experiência.

Num percurso onde predomina a beleza paisagística, as dificuldades do Caminho de Santiago e o facto de o poder compartilhar com todos os que, vindos de longe, o percorrem em peregrinação até Santiago de Compostela, fazem deste evento uma experiência única e inigualável do ponto de vista desportivo e turístico.

Participe no TROFÉU CAMINHO PORTUGUÊS INTERIOR DE SANTIAGO – CASTRO DAIRE e viva a experiência de milhares de peregrinos que, anualmente, rumam a Santigado de Compostela!

 

1. ORGANIZAÇÃO

O TROFÉU CAMINHO PORTUGUÊS INTERIOR DE SANTIAGO – CASTRO DAIRE, adiante designado TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE, é uma organização do Município de Castro Daire em articulação com diversas entidades concelhias, nomeadamente Juntas de Freguesia e Coletividades Locais.

O referido Troféu consiste num quadro competitivo próprio de corrida a pé, BTT e caminhadas sem intuitos competitivos, aberto a toda a população, com o objetivo de promover o Caminho Português Interior de Santiago, no troço correspondente ao concelho de Castro Daire, e a prática desportiva informal com características regulares e sistemáticas.

 

2. PARTICIPAÇÃO

A participação no TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE é gratuita e aberta a todos os interessados, de acordo com os escalões definidos no Ponto 4 adiante indicado.

 

3. CALENDÁRIO

O TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE conta com 3 etapas, correspondentes a outras tantas estações do ano (Primavera, Verão, Outono), no decurso das quais se irá percorrer, em ritmo competitivo (atletas de corrida pedestre ou participantes em BTT) ou lazer (caminheiros), uma parte do Caminho Português Interior de Santiago, no troço correspondente ao concelho de Castro Daire.

 

DATA PROVA DISTÂNCIA OBSERVAÇÕES

25 de MARÇO

CAMINHO PORTUGUÊS INTERIOR DE SANTIAGO

(ETAPA DE PRIMAVERA - 1ª etapa) AGUADALTE - MÕES

11,7 km - Atletas

25,2 km - BTT

8,8 km - Caminheiros

Inclui provas extra, para os escalões jovens, a realizar em Mões

16 de JUNHO

CAMINHO PORTUGUÊS INTERIOR DE SANTIAGO

(ETAPA DE VERÃO - 2ª etapa) MÕES - CASTRO DAIRE

12,7 km - Atletas

20,9 km - BTT

9,7 km - Caminheiros

Inclui provas extra, para os escalões jovens, a realizar em Castro Daire

13 de OUTUBRO

CAMINHO PORTUGUÊS INTERIOR DE SANTIAGO

(ETAPA DE OUTONO - 3ª etapa) CASTRO DAIRE - MEZIO

11,2 km - Atletas

26 km - BTT

11,2 km - Caminheiros

Inclui provas extra, para os escalões jovens, a realizar em Mezio

 

4. ESCALÕES

A participação competitiva é efetuada com base nos escalões abaixo indicados, de acordo com o Ano de Nascimento.

Os escalões são considerados em relação ao ano civil de 2018, em que os atletas atingem as idades estipuladas.

Os atletas (corrida pedestre) participantes no TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE agrupam-se nos seguintes escalões etários:

 

ESCALÕES

ANO NASCIMENTO

JUNIORES F / M

1999 / 2000

SENIORES F / M

1984 a 1998

F35 / M35

1979 a 1983

F40 / M40

1974 a 1978

F45 / M45

1969 a 1973

F50 / M50

1964 a 1968

F55 / M55

1959 a 1963

F60 / M60

1958 e antes

Os participantes em BTT agrupam-se nos seguintes escalões etários:

ESCALÕES

ANO NASCIMENTO

ELITES F / M

2004 a 1989

F30 / M30

1988 a 1979

F40 / M40

1978 / 1969

F50 / M50

1968 e antes

Complementarmente aos escalões acima indicados realizar-se-ão um conjunto de provas extra, para os atletas (corrida pedestre) dos escalões jovens, agrupados da seguinte forma:

ESCALÕES

ANO NASCIMENTO

BENJAMINS F / M

Nascidos em 2009 e seguintes

INFANTIS A F / M

2007 / 2008

INFANTIS B F / M

2005 / 2006

INICIADOS F / M

2003 / 2004

JUVENIS F / M

2001 / 2002

 

5. INSCRIÇÕES

PRAZO E VALIDADE

1.  As inscrições deverão ser efectuadas, até às 12 horas de 4ª feira anterior a cada jornada, através do programa de gestão de inscrições disponível em http://terrasdeaventura.net/app/index.php?r=registration ou, em alternativa, presencialmente, no Centro de Interpretação e Informação do Montemuro e Paiva (Rua Dr. Pio Figueiredo - Castro Daire). Não serão aceites inscrições por nenhuma outra via ou depois do prazo indicado para cada jornada;

2.  Aquando da 1ª inscrição o participante deverá indicar o nome, nº de documento de identificação (CC / BI), data de nascimento, clube que representa (ou individual) e contacto telefónico. A não indicação ou falsificação de qualquer um destes dados de inscrição anulará a mesma bem como toda a classificação, individual e colectiva, obtida pelo participante até à data;

3.  As inscrições deverão ser efectuadas por cada etapa em que o participante deseje tomar parte;

4.  Às 12 horas de 5ª feira anterior a cada etapa será colocado no site www.terrasdeaventura.net a listagem geral de inscritos dessa etapa. Compete aos clubes e aos participantes individuais a verificação dos dados constantes nessa lista, dispondo até às 17 horas de 6ª feira anterior à realização do evento para apresentar correções ou reclamações;

5.  No dia da prova não serão realizadas quaisquer alterações ou inscrições;

 

6. REGRAS DA COMPETIÇÃO

CORRIDA PEDESTRE

1.  O percurso das três etapas tem o formato linear (partida num ponto e meta noutro);

2.  O secretariado e concentração dos participantes (atletas e caminheiros) ocorre na meta de cada etapa, local de onde a Organização transporta os participantes, que assim façam menção disso aquando da inscrição, para a partida;

3.  Uma vez chegados ao local de partida esta será dada, num prazo de tempo nunca inferior a 10 minutos da chegada, aos caminheiros e, 30 minutos depois da partida destes, aos atletas;

4.  Nas 2ª e 3ª etapas os atletas irão partir pela ordem de chegada e respeitando a diferença de tempo registada na(s) etapa(s) anterior(es), até um limite máximo de 30 minutos para o vencedor, limite horário será dada a partida simultânea para todos os atletas;

5.  A um atleta que se inscreva para a 2ª e / ou 3ª etapa e que não tenha estado presente na(s) etapa(s) anterior(es) será dada partida com a diferença de tempo de 30 minutos para o primeiro atleta a partir;

6.  A ausência do atleta no local da partida na hora correspondente ao seu início de etapa não lhe confere o direito a nova hora de partida, sendo contabilizado o tempo gasto nessa sua ausência para o seu tempo final de etapa;

7.  A partida antecipada relativamente à hora indicada será sancionada com a desclassificação do(s) atleta(s) em causa;

8.  A classificação de cada etapa será obtida pelo tempo gasto por cada atleta desde a sua hora de partida até ao momento que cruza a meta após o qual será feita uma ordenação por ordem crescente de tempo.

BTT

  1. Cada etapa de BTT do TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE é composta por duas secções:

a.  1ª secção - ligação, não cronometrada, desde a partida simbólica (nas proximidades do secretariado) até ao local da partida real;

b.  2ª secção - cronometrada, desde a partida real até à meta (percurso idêntico ao competitivo da corrida pedestre);

  1. A concentração dos participantes em BTT deverá ser feita na zona de meta da secção cronometrada (nas proximidades do secretariado), à hora definida pelo regulamento próprio de cada etapa, de onde sairão em percurso de ligação até ao local de partida real da etapa;
  2. O trajeto a seguir até ao local da partida real será facultado a cada participante via dispositivo móvel próprio;
  3. A cronometragem terá início no local de partida real. Todos os participantes que não tenham efectuado a sua credenciação ou não tenham passado pelos postos de controlo secretos ao longo do percurso de ligação não serão classificados;
  4. O troço de ligação terá um tempo limite estipulado pela Organização tendo em atenção a hora da partida real que consta do programa-horário do regulamento de cada etapa;
  1.  Uma vez cumprida a secção correspondente ao trajeto desde a partida simbólica até à partida real os concorrentes deverão aguardar a hora indicada no regulamento para se dar início à secção cronometrada;
  2. A ausência do participante no local da partida real, na hora correspondente ao início da secção cronometrada, não lhe confere o direito a nova hora de partida, sendo contabilizado o tempo gasto nessa sua ausência para o seu tempo final;
  1. A partida antecipada relativamente à hora indicada será sancionada com a desclassificação;
  2. A classificação de cada etapa será obtida pelo tempo gasto por cada participante desde a hora da partida real até ao momento que cruza a meta.

 

7. CLASSIFICAÇÕES

POR ETAPA

Geral Individual (masculina e feminina) e Escalões - Será calculada segundo o tempo gasto pelo participante (corrida pedestre ou BTT) desde o momento que lhe é dada a partida até ao instante que cruza a meta;

Coletiva - calculada segundo a soma do tempo dos 5 primeiros atletas de cada clube, independentemente do escalão / género.

 

FINAL DO TROFÉU CIPS – CASTRO DAIRE

Para constarem da classificação final do TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE os participantes (corrida pedestre ou BTT) ou clubes devem classificar-se nas 3 etapas que constam do calendário indicado no Ponto 3 deste regulamento.

A classificação Geral Individual (masculina e feminina) e Escalões será calculada segundo a soma do tempo registado nas 3 etapas.

A classificação Coletiva, separada para corrida pedestre e BTT, será calculada segundo a soma do tempo registado pelos participantes na Classificação Geral Final, independentemente do escalão / género.

 

8. PRÉMIOS

POR PROVA

Geral Individual

·      Medalhão aos 3 (três) primeiros classificados.

Escalões

·      Medalhão aos 3 (três) primeiros classificados.

Coletiva

·      Troféu às 3 (três) primeiras equipas.

 

FINAL DO TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE

Geral Individual

·      Lenço do Peregrino a todos os classificados;

·      Medalhão aos 3 (três) primeiros classificados;

·      Viagem a Santiago de Compostela e participação na 41ª Carreira Popular de Santiago (28/10/2018) aos primeiros classificados da Geral (M / F) – apenas corrida pedestre;

·      Viagem a Santiago de Compostela e participação na 41ª Carreira Popular de Santiago (28/10/2018) aos primeiros classificados (M / F) residentes no concelho de Castro Daire – apenas corrida pedestre;

Escalões

·      Medalhão aos 3 (três) primeiros classificados.

Coletiva

·        Estandarte CPIS – CASTRO DAIRE à equipa vencedora – apenas corrida pedestre;

·        Troféu às 5 (cinco) primeiras equipas.

 

Fórmula de desempate

Em caso de empate individual o desempate far-se-á a favor do(a) atleta que:

 

·         Tenha participado no maior número de provas;

·         Se classifique à frente o maior número de vezes;

·         Que obtenha a melhor classificação numa das provas;

·         Que no total dos confrontos directos some o menor tempo;

·         Seja o mais velho.

Em caso de empate por equipas o desempate far-se-á a favor da equipa que:

·         Se tenha classificado no maior número de provas;

·         Tenha o maior número de atletas classificados no conjunto de todos os escalões.

O Estandarte CIPS – CASTRO DAIRE é pertença do Município de Castro Daire ficando à guarda do clube que, anualmente, vencer o TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE, o qual o colocará em disputa no ano seguinte.

Caso exista coincidência, no final do TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE, no(s) vencedor(es) da geral individual e residente(s) no concelho de Castro Daire, o prémio do residente no concelho de Castro Daire transita para o 2º classificado concelhio

 

9. DEVERES E DIREITOS DOS PARTICIPANTES

Deveres do Participante

Os participantes têm por dever pautar a sua conduta pelos valores do Espírito Desportivo. Atitudes ou ações que se entendam por em causa esta conduta podem levar à aplicação de sanções desportivas, como a desclassificação na prova e/ou exclusão do TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE;

Os atletas têm a obrigação individual de garantir que o seu dorsal está corretamente colocado – fixo no peito de forma visível, com recurso a 4 alfinetes fornecidos pela Organização aquando da sua 1ª inscrição;

A Organização procurará controlar o trânsito automóvel à passagem dos atletas. Contudo, o mesmo poderá não ser totalmente interrompido por razões de força maior, pelo que os atletas deverão sempre circular pela direita e, tanto quanto possível, encostados à berma e os caminheiros adotar uma conduta de peões na via pública (circular na berma, pelo lado esquerdo da estrada, de frente para o trânsito automóvel);

Os participantes, ao inscreverem-se no TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE, assumem reunir as necessárias condições de saúde e a correta gestão do seu esforço nas jornadas previstas neste calendário;

 

Direitos do Participante

Os atletas / caminheiros têm o direito à participação nas jornadas para as quais efectuarem a sua inscrição dentro dos prazos previstos neste regulamento (ver Ponto 5.1.);

A Organização garante assistência aos participantes através de meios de primeiros socorros destacados para o efeito. Caso haja necessidade de continuidade do atendimento médico de emergência este será efetuado no Serviço Nacional de Saúde, sob a responsabilidade do mesmo;

Todos os participantes encontram-se cobertos por um seguro de Acidentes Pessoais, conforme previsto no D.L. 10/2009.

 

10. PROTESTOS

Os participantes individuais ou clubes, estes através do seu delegado, poderão efetuar reclamações sobre ocorrências de cada jornada, junto do secretariado, em impresso próprio, até ao encerramento de cerimónia de entrega de prémios, ou via mail, no prazo máximo de 72 horas a contar da hora de abertura do secretariado da jornada em que apresenta protesto.

 

11. CEDÊNCIA DOS DIREITOS DE IMAGEM

Ao efectuar a sua inscrição o participante autoriza a cedência, de forma gratuita e incondicional, à Câmara Municipal de Castro Daire e seus parceiros na organização do TROFÉU CPIS – CASTRO DAIRE, dos direitos de utilização da sua imagem tal como captada nas filmagens ou fotografias que terão lugar durante as provas, autorizando a sua reprodução em peças comunicacionais de apoio.

 

12. CASOS OMISSOS

Todos os casos omissos serão analisados pela organização, membros da comissão técnica e serviços técnicos da Câmara Municipal de Castro Daire, tendo como base as presentes Normas de Participação, o regulamento de prova, bem como o Regulamento Geral de Atletismo da Federação Portuguesa de Atletismo.

 

CONTACTOS

CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO DAIRE

CENTRO DE INTERPRETAÇÃO E INFORMAÇÃO DO MONTEMURO E PAIVA

Rua Dr. Pio de Figueiredo, nº 31 * 3600-214 Castro Daire

e-mail – ciimp@cm-castrodaire.pt

Telefone – 232 319 154

Atendimento: De 2ª a 6ª das 9h00 às 17h00